Carlos Costa contrata Deutsche Bank para vender Novo Banco

Citamos

Económico

Ao que o Económico apurou, o escolhido será o alemão Deutsche Bank, que vai trabalhar em conjunto com os assessores que participaram na primeira tentativa de venda: o BNP Paribas, a TC Capital e a Vieira de Almeida & Associados.

O processo de venda do Novo Banco foi formalmente relançado em Janeiro, mas o caderno de encargos ainda não é conhecido, nem os moldes da venda, que poderá ser parcial. Ainda assim, ao que o Económico apurou, na semana passada tiveram lugar contactos informais com vários potenciais interessados na compra do banco de transição que herdou os activos “saudáveis” do antigo Banco Espírito Santo.
O Banco de Portugal vai supervisionar o processo, que será conduzido pelo Fundo de Resolução, o veículo público dono do Novo Banco, financiado pelas contribuições do sector bancário.

No mercado, os grandes bancos espanhóis, com o Santander à cabeça, têm sido vistos como favoritos à aquisição do Novo Banco. Mas além do Santander, também o BPI e o seu accionista catalão CaixaBank são tidos como potenciais interessados, bem como dois ‘players’ que participaram na primeira tentativa de venda, o grupo chinês Fosun e a gestora de fundos americana Apollo.

A segunda tentativa de venda do Novo Banco vai decorrer sem as incertezas que minaram o primeiro concurso, como os riscos de litigância (que serão assumidos pelo Fundo de Resolução) e as necessidades de capital (já resolvidas com o recente ‘bail in’ de algumas emissões de dívida sénior).

Comments are closed.