Comissão liquidatária do BES quer ouvir Salgado, mas este recusou

Citamos

Observador

Comissão liquidatária do BES quer ouvir Salgado, mas este recusou

A comissão liquidatária do BES apresentou requerimento para ouvir Ricardo Salgado, mas o ex-presidente do banco considera o pedido inadmissível.

Ricardo Salgado é uma das muitas testemunhas chamadas pela comissão liquidatária do Banco Espírito Santo, que está em processo de insolvência depois da resolução de que foi alvo em 2014. No entanto, e segundo revela o Jornal de Negócios, o antigo presidente do BES considera “inadmissível” o pedido para depor já que está a ser investigado, na qualidade de arguido, no quadro de um inquérito-crime ao universo Espírito Santo que se encontra em segredo de justiça.

Ricardo Salgado foi presidente do BES e do GES durante mais de 20 anos, tendo abandonado o cargo no banco em junho de 2014, um mês e meio antes da instituição apresentar prejuízos recorde que obrigavam a realizar uma injeção de capital para se manter a operar. Foi nesse quadro que foi aplicada uma medida de resolução ao BES, pela primeira vez no quadro das regras da união bancária, processo que deu origem ao Novo Banco e ao banco mau, o BES que está agora em liquidação.

O nome do ex-presidente do BES, e que tem sido apontado, nomeadamente nos processos dos reguladores, como o principal responsável pela queda do banco, faz parte de uma lista com cerca de 100 testemunhas. Entre elas estarão outros antigos gestores do banco, que são, tal como Salgado, visados pelos atos de gestão nos anteriores à queda do BES, num processo de insolvência que foi qualificada como culposa pelos liquidatários.

Ainda de acordo com o Negócios, o número de testemunhas chamadas no requerimento da comissão liquidatária, mais de 100, está acima do que é permitido nestes processos.

Comments are closed.