Ex-director do BES na Madeira aguarda julgamento em liberdade

Citamos

Diário de Notícias da Madeira

João Alexandre Silva, o ex-director do Banco Espírito Santo (BES) na Madeira, suspeito de diversos crimes de corrupção e branqueamento, vai deixar de estar em prisão domiciliária e deverá aguardar julgamento em liberdade. A informação foi avançada esta tarde pelo jornal i, que indica que o juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal, aceitou hoje a proposta do Ministério Público para aligeirar a medida de coacção aplicada ao gestor bancário, que há quase um ano se encontrava em prisão domiciliária (pulseira electrónica).

O gestor madeirense era um homem de confiança do ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, e é suspeito de ter corrompido governantes e altos responsáveis de empresas públicas na Venezuela.

João Alexandre Rodrigues da Silva nasceu a 3 de Novembro de 1960 na freguesia de S. Pedro, Funchal. Tem 57 anos. Recebeu uma indemnização para deixar o BES/Novo Banco em Maio de 2017, um mês antes de ser detido.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.