Reunião do Conselho Superior do BES

Citamos:

Conselho Superior do BES a 30 Set 2013

Três representantes dos cinco ramos da família Espírito Santo disseram só ter tido conhecimento do desvio das contas da Espírito Santo International (ESI), a holding de controlo do Grupo Espírito Santo, a 30 de Setembro de 2013. A discussão do tema numa reunião do Conselho Superior do GES levou Ricardo Abecassis Espírito Santo a pedir explicações sobre como a ESI apresentava um buraco de 1,3 mil milhões de euros. Manuel Fernando Espírito Santo, chairman da Rioforte, preocupou-se com as responsabilidades em que incorria por ter assinado relatórios e contas da ESI que não reflectiam a verdadeira realidade das contas da holding. E José Maria Ricciardi quis que ficasse registado que só a 30 de Setembro de 2013 teve conhecimento de que as contas que assinou não eram verdadeiras.

Salgado: “Houve uma dívida que não foi contabilizada na ESI. Esse é um facto. Foi um erro. Agora tu perguntas: como é que isso aconteceu? Não sei.”

Ricciardi – “Tenho toda a solidariedade mas não aceito responder por contas que não são as que me foram dadas. Não aceito isso nem aqui nem em lado nenhum.  No relatório da ESI (de 2012) as contas não são as reais.”

Comments are closed.